EGIPCIO

EGIPCIO

domingo, 17 de outubro de 2010

EDUARDO SAVERIN FALA DO FILME "A REDE SOCIAL" (FACEBOOK)

Editor: VANDERLAN NADER *NOTORIOUS MAGAZINE* EMAIL : vnader31@gmail.com

Brasileiro que ajudou na criação do Facebook se pronuncia


Brasileiro que ajudou na criação do Facebook se pronuncia. Eduard Saverin finalmente decidiu se pronunciar acerca do polêmico  filme que conta como se deu a criação do site social mais acessado do mundo.
Parceiro de Zuckerberg na criação do Facebook, o brasileiro não dava declarações à imprensa desde quando decidiu mover uma ação contra o ex-companheiro.
Após o processo, Saverin garantiu 5% das ações do site – e o posto de 365º homem mais rico da lista da Forbes.
“Assistir a versão ‘Hollywood’ da vida universitária é um tanto divertido. Espero que este filme inspire inúmeros outros para criar seus projetos e a dar o salto para começar um novo negócio”, disse o brasileiro em uma entrevista concedida CNBC sobre o filme “A Rede Social”.
Sobre o filme, que pretende revelar os bastidores da criação do site, o empresário não quis falar muito; Segundo Saverin falar se o filme é ou não é coerente com a história real da criação do Facebook não está em questão, o que importa é tema que o longa traz incutido.
Saverin foi quem financiou o Facebook em seus primórdios, enquanto Zuckerberg o criava.
“No mundo digital, a dependência de um talão de cheques para começar um negócio está diminuindo. Em vez disso, o que tem se tornado cada vez mais importante é a ajuda de outras pessoas, o capital intelectual e know-how de sucesso”, pondera ele.





EDITOR: Vanderlan Nader



QUEM É EDUARDO SAVERIN CO-FUNDADOR DA "FACEBOOK"

EDITOR: VANDERLAN NADER (notorious magazine) EMAIL: vnader31@gmail.com

Nascido em São Paulo, Brasil , numa família judaica, ele se mudou para Miami, Estados Unidos , onde seu pai estava na imobiliária e de exportação, em meados de 1990, onde cursou Gulliver Prep. Eduardo estudou Economia na graduação na Universidade de Harvard, onde recebeu seu BA em 2006. Em Harvard, Eduardo atuou como presidente da Associação de Investimento Harvard.[5][6]
Ele deu um soco com a elite Phoenix Club SK e foi empossado em seu segundo ano. Ele conheceu Mark Zuckerberg , em seu primeiro ano e mais tarde co-fundador da Facebook com Zuckerberg durante seu segundo ano, assumindo o papel de CFO e diretor de negócios.[7] No entanto, devido a conflitos internos e as diferenças de opinião com Zuckerberg durante o verão seguinte, quando Saverin estava morando em Nova York (onde ele trabalhou como estagiário de finanças), Saverin deriva do que era então conhecido como "thefacebook", um rápido crescimento do Vale do Silício start-up. Depois de investidores externos, principalmente o capitalista de risco e PayPal co-fundador Peter Thiel e co-fundador do Napster Sean Parker, tomou o controle da start-up de finanças e necessidades de capital e suportado Zuckerberg como seu CFO, o papel Saverin diminuída e sua influência evaporado. Saverin processou Zuckerberg porque Zuckerberg caiu de 24% de participação no capital do Facebook Saverin para menos de 10%.[8]
Sua saída do Facebook foi o tema da ação judicial cabível. Mais tarde, ele ganhou o direito de ter seu nome listado entre os outros fundadores de uma ação judicial.[9] Saverin atualmente detém 5% das ações da empresa Facebook.

Representações na mídia

No filme A Rede Social, Eduardo Saverin é interpretado pelo ator Andrew Garfield. O filme retrata o relacionamento entre ele e Zuckerberg, desde a criação do Facebook para Saverin tomar medidas legais contra Zuckerberg.

Um comentário:

jair e. disse...

Posso estar enganado, mas o personagem de Andrew Garfield, Eduardo Saverin, me pareceu o menos hipócrita de todo aquele bando de nerds (hoje milionários, ele também) falastrões e inteligentes. Quanto ao filme em si também não é nenhuma obra-prima, mas plenamente assistível (em alguns momentos, as cenas dos tribunais parecem nos remeter para os livros de John Grisham, não para um filme sobre pessoas geniais). É por aí. Ou não.